Sacerdócio: dignidade que os fiéis são sempre chamados a reconhecer
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Livro Dr Plinio de Mons João Clá

Sacerdócio: dignidade que os fiéis são sempre chamados a reconhecer
Dom Mauro Piacenza, Secretário da Congregação para o Clero - 2010/02/07

 

Piacenza -----------22fev09 (4).jpg
Dom Mauro Piacenza

Como faz regularmente, Dom Mauro Piacenza (Arcebispo Secretário da Congregação para o Clero) dirigiu luminosas palavras aos presbíteros alusivas ao Ano Sacerdotal,

 

Dom Mauro lança o olhar sobre a prece consecratória do ritual de ordenação dos presbíteros, tão rica em lembranças e simbolismos, para recordar a "dignidade que todos, fiéis leigos e clérigos, são sempre chamados a reconhecer", e que é "uma dignidade que não provém dos homens, mas que é puro dom da graça à qual foram chamados e que ninguém pode reivindicar como direito".

 

Na carta, datada de 15 de janeiro passado, o arcebispo diz que "o Sacerdote, revestido pelo Espírito do Pai Onipotente, é chamado a 'orientar' - com o ensinamento e a celebração dos sacramentos e, sobretudo, com a própria vida - o caminho de santificação do povo a ele confiado, na certeza que este é o único fim para o qual o próprio presbiterato existe: o Paraíso!"

 

 

Congregação para o Clero - latim.jpg

Ordenação -------20256I.jpg
Cerimônia de Ordenação Presbiteral
www.santibeati.it

"Deus Pai Todo-Poderoso, concede a estes vossos filhos a dignidade do presbiterato. Renova a efusão do vosso Espírito de santidade. Cumpram fielmente, ó Senhor, o ministério no segundo grau sacerdotal que de vós receberam e com o seu exemplo conduzam todos à íntegra conduta de vida"

Pontificale Romanum. De Ordinatione Episcopi, presbyterorum et diaconorum,
editio typica altera , Typis Polyglottis Vaticanis 1990

 

Cidade do Vaticano, 15 de janeiro de 2010.

Caríssimos irmãos no Sacerdócio,

A parte essencial da prece consecratória recorda-nos que o Sacerdócio é essencialmente um dom e, a partir da ótica do "dom sobrenatural", contém uma dignidade que todos, fiéis leigos e clérigos, são sempre chamados a reconhecer. Trata-se de uma dignidade que não provém dos homens, mas que é puro dom da graça à qual foram chamados e que ninguém pode reivindicar como direito.

A dignidade do presbiterato concedida pelo "Deus Pai Todo-Poderoso" deve transparecer na vida dos sacerdotes: na sua santidade, na humanidade acolhedora e cheia de humildade e caridade pastoral, na luminosidade da fidelidade ao Evangelho e à doutrina da Igreja, na sobriedade e solenidade da celebração dos Divinos Mistérios, no uso da veste eclesiástica! Tudo no sacerdote deve recordar a ele mesmo e ao mundo, que é destinatário de um dom não merecido e que, por sua vez, o faz ser presença eficaz do Absoluto no mundo, para a salvação dos homens.

O Espírito de santidade, implorado para que se renove a sua efusão, é garantia para poder viver "em santidade" a vocação recebida e, contemporaneamente, condição da possibilidade de "cumprir fielmente o ministério". A fidelidade é o encontro esplêndido entre a liberdade fiel de Deus e a liberdade criada e ferida do homem que, com a força do Espírito, torna-se sacramentalmente capaz de "conduzir todos à íntegra conduta de vida": uma vida que seja realmente íntegra e que seja integralmente cristã.

O Sacerdote, revestido pelo Espírito do Pai Onipotente, é chamado a "orientar" - com o ensinamento e a celebração dos sacramentos e, sobretudo, com a própria vida - o caminho de santificação do povo a ele confiado, na certeza que este é o único fim para o qual o próprio presbiterato existe: o Paraíso!

O dom do Pai faz dos "filhos-Sacerdotes" homens prediletos; uma portio electa populi Dei, que é chamada a "ser eleita" e a resplandecer também pela santidade de vida e pelo testemunho de fé.

A memória do dom recebido e sempre renovado pelo Espírito e a proteção da Beata Virgem Maria, Serva do Senhor e Tabernáculo do Espírito Santo, ajudem a cada um dos sacerdotes a "cumprir fielmente" a própria missão no mundo, na espera do prêmio eterno reservado aos filhos eleitos, do qual são também herdeiros!

 

+  Mauro Piacenza
Arcebispo tit. de Victoriana
Secretário

 

Votar Resultado 1  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.
  Dom de Sabedoria