Carta Pastoral assinala centenário de Fátima como “sinal de esperança” para o futuro
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Livro Dr Plinio de Mons João Clá

Carta Pastoral assinala centenário de Fátima como “sinal de esperança” para o futuro
Gaudium Press - 2016/12/14

Fátima - Portugal (Quarta-feira, 14-12-2016, Gaudium Press) O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) aprovou a publicação da Carta Pastoral ‘Fátima, sinal de esperança para o nosso tempo'.

Carta Pastoral assinala centenário de Fátima como sinal de esperança para o futuro.jpg

A Carta cuja aprovação de publicação acaba de anunciada trata do Primeiro Centenário das Aparições de Nossa Senhora na Cova da Iria, em 1917, aos três pastorzinhos.

O documento ‘Fátima, sinal de esperança para o nosso tempo', foi discutido durante a Assembleia Plenária da CEP, no último mês de novembro.

Para os jornalistas, o padre Manuel Barbosa, porta-voz do episcopado católico afirmou que a Carta Pastoral visa ajudar os católicos a viver este acontecimento "com alegria", "reavivar a permanente atualidade da mensagem de Fátima" e o "compromisso evangelizador".

Padre Barbosa informou que os bispos querem colocar em destaque o "sentido profético" do convite à "conversão" e de "combate ao mal" que foi deixado em 1917, nas aparições aos pastorzinhos.

A Carta Pastoral

A carta será divulgada para o grande público nos próximos dias e está dividida em quatro partes. Ela começa com uma "história breve" do acontecimento do centenário de Fátima, um "grande acontecimento".

Em seu texto, comenta-se a Mensagem de Fátima como uma "bênção fecunda" para a Igreja e para o mundo. Em seguida são apresentados alguns aspetos essenciais dessa mesma mensagem.

A Carta Pastoral propõe em sua última parte Fátima posta numa perspectiva de futuro "para a Igreja, Portugal e o mundo", e acentua-se "rosto materno da Igreja" e o "anúncio profético da misericórdia e da paz".

O padre Manuel Barbosa demostrou o desejo de que este documento seja levado pelos católicos "para sua leitura e reflexão", preparando-se deste modo para a celebração do Centenário das Aparições.

A Carta e o Patriarca

Dom Manuel Clemente, presidente da CEP e cardeal-patriarca de Lisboa, no comunicado final da Assembleia Plenária de novembro, destacou que o documento reflete sobre "o que se passou e sobretudo a mensagem que os pastorzinhos nos contaram que a Senhora lhes disse": "voltar ao Evangelho".

O testemunho das três crianças conhecidas como pastorzinhos de Fátima (Lúcia, Francisco e Jacinta) é reconhecido pela Igreja Católica.

Foram seis aparições da Virgem Maria na Cova da Iria e imediações, uma a cada mês, entre maio e outubro de 1917. (JSG)

Votar Resultado 0  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.
  Dom de Sabedoria