Mosteiro de São Bento de Olinda celebra benção ao novo Abade
Acesse sua conta Login
Faça parte Cadastrese!
Arautos do Evangelho
Arautos Podcast contato Contato Rezem por mim
  Livro Dr Plinio de Mons João Clá

Mosteiro de São Bento de Olinda celebra benção ao novo Abade
Gaudium Press - 2016/12/29

Recife - Pernambuco (Quinta-feira, 29-12-2016, Gaudium Press) A comunidade beneditina de Pernambuco celebrou com os demais fiéis a benção que confirmou o então Prior Administrador do Mosteiro de São Bento de Olinda, Dom Luiz Pedro Soares, como o novo Abade.

Mosteiro de São Bento de Olinda celebra benção ao novo Abade.jpg

Na ocasião, o Arcebispo Dom Fernando Saburido presidiu a Bênção Abacial e a celebração eucarística.

Ao longo da cerimônia, estiveram presentes, além do clero arquidiocesano, abades, abadessas, priores, prioresas, monges, monjas, fiéis, amigos e familiares de Dom Luiz Pedro Soares e os demais fiéis que contemplaram este momento significativo para o mosteiro pernambucano.

Com a Basílica do Mosteiro de São Bento lotada, houve a instalação de um telão no pátio externo do templo para o restante do púbico que desejava acompanhar a celebração.

Inspirado pelo lema de seu abaciado, Dom Luiz Soares escolheu uma sentença extraída da Regra Beneditina: "Spem suam Deo commiterre (RB 4, 41)", que significa "Colocar toda a esperança em Deus".

Em sua homilia, que antecedeu a bênção abacial, Dom Fernando Saburido destacou as qualidades que um Abade deve priorizar na condução da vida monástica: "É preferível ao Abade ser lembrado por sua bondade do que ser temido. Um Pastor deve acolher e aproximar as pessoas de Deus".

Cumprindo a tradição eclesial, Dom Fernando Saburido presidiu o rito da bênção do novo Abade, entregando-lhe a Regra Beneditina, e em seguida, o anel, que representa a fidelidade para com a comunidade, e a mitra e o báculo pastoral, que simbolizam a responsabilidade do pastor com o rebanho.

Segundo o novo Abade do Mosteiro de São Bento, receber o báculo pastoral representa um sinal de grande compromisso e responsabilidade, especialmente na formação de novos vocacionados.

Vale ressaltar que o Abade desempenha o papel do pai espiritual e do superior na comunidade, servindo de moderador entre o afeto de um pai e o rigor de um mestre.

Semelhante ao bispo, o cargo de Abade é vitalício e após os 75 anos, ele pode resignar e assim, é eleito outro Abade por voto direto dos integrantes da comunidade. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese de Olinda e Recife

Votar Resultado 0  Votos

Gostou desta página? Então comente e participe da nossa família! Se ainda não é usuário, basta se cadastrar. É simples, rápido e gratuito! Se já é usuário, basta fazer seu login.
  Dom de Sabedoria